"PORQUE EU SEI QUE O MEU REDENTOR VIVE"


sábado, 27 de abril de 2013

Eu Sou Cristão!

“Contudo, se sofrer como cristão, não se envergonhe disso, antes glorifique a Deus com esse nome.” – I Pedro 4:16
 
 
EU SOU CRISTÃO!
 
Quando eu digo... “Eu sou Cristão!”
Não estou a gritar: “Eu vivo sem pecado.”
Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Não falo assim com arrogante valentia.
Estou a confessar que tropeço
E que preciso de CRISTO como meu guia.Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Não falo assim com arrogante valentia.
Estou a confessar que tropeço
E que preciso de CRISTO como meu guia.

Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Não estou de modo algum a tentar ser forte.
Estou a confessar que sou fraco
Preciso da SUA força para encontrar o norte.

Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Eu não me estou a gabar de qualquer sucesso.
Estou a admitir que tenho fracassado
E que só Deus me pode ajudar neste processo.

Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Não estou a dizer que sou perfeito.
As minhas falhas são demasiado visíveis.
Mas Deus me amou mesmo deste jeito.

Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Ainda sinto na alma o ferrão da dor.
Apesar de já ter vivido tanta angústia
Invoco o nome de CRISTO com fervor!

Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Eu não declaro que sou mais santo.
Eu não passava de um miserável pecador
A quem Deus cobriu de GRAÇA e amou
Eu estou a sussurrar “Eu estava perdido.
Agora eu fui achado e perdoado."

Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Não falo assim com arrogante valentia.
Estou a confessar que tropeço
E que preciso de CRISTO como meu guia.

Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Não estou de modo algum a tentar ser forte.
Estou a confessar que sou fraco
Preciso da SUA força para encontrar o norte.

Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Eu não me estou a gabar de qualquer sucesso.
Estou a admitir que tenho fracassado
E que só Deus me pode ajudar neste processo.

Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Não estou a dizer que sou perfeito.
As minhas falhas são demasiado visíveis.
Mas Deus me amou mesmo deste jeito.

Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Ainda sinto na alma o ferrão da dor.
Apesar de já ter vivido tanta angústia
Invoco o nome de CRISTO com fervor!

Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Eu não declaro que sou mais santo.
Eu não passava de um miserável pecador
A quem Deus cobriu de GRAÇA e am
Estou a sussurrar: “Eu estava perdido,
mas encontrei o Caminho e fui perdoado.”
 
Quando eu digo... “Eu sou Cristão!”
Não o digo por orgulho vão,

eu estou a revelar que tropeço
e necessito de Cristo para me guiar.
 
Quando eu digo... “Eu sou Cristão!”
Não estou a tentar ser forte;Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Não falo assim com arrogante valentia.
Estou a confessar que tropeço
E que preciso de CRISTO como meu guia.Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Não falo assim com arrogante valentia.
Estou a confessar que tropeço
E que preciso de CRISTO como meu guia.

Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Não estou de modo algum a tentar ser forte.
Estou a confessar que sou fraco
Preciso da SUA força para encontrar o norte.

Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Eu não me estou a gabar de qualquer sucesso.
Estou a admitir que tenho fracassado
E que só Deus me pode ajudar neste processo.

Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Não estou a dizer que sou perfeito.
As minhas falhas são demasiado visíveis.
Mas Deus me amou mesmo deste jeito.

Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Ainda sinto na alma o ferrão da dor.
Apesar de já ter vivido tanta angústia
Invoco o nome de CRISTO com fervor!

Quando eu digo... “Eu sou Cristão.”
Eu não declaro que sou mais santo.
Eu não passava de um miserável pecador
A quem Deus cobriu de GRAÇA e amou tanto!

Estou a confessar que sou fraco
e que preciso de força para prosseguir.
 
Quando eu digo... “Eu sou Cristão!”
Não me estou a gabar de ter sucesso;
Estou a admitir que tenho falhado
e careço de Deus para limpar o meu erro.
 
Quando eu digo... “Eu sou Cristão!”
Não estou a dizer que sou perfeito
(os meus defeitos são muito visíveis),
mas que Deus sabe do meu arrependimento.

Quando eu digo... “Eu sou Cristão!”
Continuo a sentir as dores da dor
e a carregar as minhas mágoas,
mas ainda clamo a Deus com devoção!

Quando eu digo... “Eu sou Cristão!”
Não sou mais inocente do que tu,
apenas sou um simples pecador
que recebeu a grande graça de Deus.

Maya Angelou -1988-
(Tradução livre e possível para as minhas limitações)

“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.” – Efésios 2:8


Marguerite Ann Johnson nasceu em St. Louis - Missouri, a 4 de Abril de 1928.
Poeta, escritora, activista dos direitos civis, actriz, professora, historiadora e realizadora, Maya Angelou (pseudónimo que adoptou nos anos 50), escreveu entre outros livros, cinco colectâneas de poesia e uma série autobiográfica.



Actualmente é professora convidada (história americana) na Wake Forest University, dá palestras e continua a escrever.
Prémios: Medalha Presidencial da Liberdade - Medalha Spingarn - Emmy da Televisão (pela actuação na série Raízes).

2 comentários:

Anónimo disse...

Olá Mimi...............como é bonito ver uma declaração de amor a Deus. Reconhecer que Ele é importante para nossas vidas. Gostei do texto.
um abraço
Marisa

Juliana Gonçalves de Almeida disse...

Obrigada pela tradução.
Estou conhecendo a autora hoje.