"PORQUE EU SEI QUE O MEU REDENTOR VIVE"


sábado, 30 de julho de 2011

Amigos


Todos nós temos pelo menos um amigo, digo eu…
Mas não devemos confundir com aquele uso dilatado da palavra que, por falta de outro termo que o defina, nos leva a dar a mesma
terminologia a todas as pessoas com quem nos relacionamos.

Não! Amigo, é amigo, é um sentimento especial.

Salomão disse uma coisa linda:
"Em todo o tempo ama o amigo e na angústia se faz o irmão." Provérbios 17: 17

Isso mesmo, esta é uma profunda e sábia definição da amizade.

Na Palavra de Deus encontramos diversos exemplos de amizades especiais, tais como: David e Jônatas; Rute e Noemi; Josué e Calebe; Elias e Eliseu; Daniel, Ananais, Misael e Azarias; Paulo, Priscila e Áquila; Filipe e Natanael; Jesus e João.
E, depois, temos a excelência da amizade entre Deus e Abraão e, também, entre Deus e Moisés.

Amigos!

Lembrar ou reencontrar amigos permite-me sempre ter momentos mágicos.
Há teóricos que dizem que a amizade deve dar tudo e não olhar ao que recebe, mas eu quero dar e receber e que nesta troca haja merecimento e reconhecimento. Quero sentir prazer na partilha.

Claro que as vicissitudes da vida se encarregam de nos afastar no espaço, mas para a amizade não há tempo nem distância; talvez por isso, tenho amigos que duram há mais de 50 anos. São pessoas com quem tenho história, de quem sinto saudades e de quem gosto de gostar!
Quem me dera poder ver a cada um mais vezes e conversar muito, rir, emocionar-me e não ter pressa. Quando acontece é uma alegria imensa; quando não, fico pela vontade.

Em homenagem a todos os amigos que estão selados no meu coração, vou referir-me a uma amizade que, se pensada, consideraria improvável…, mas aconteceu!

Improvável, porque a Viviana era um tantinho mais velha que eu e porque só a via quando ela ia de visita à igreja onde o então noivo (Pr. Jorge Leal) ministrava, mas a verdade é que nasceu entre nós (incluíndo o pastor) uma amizade que já leva 46 anos e confesso, a empatia foi muito rápida e a relação favorecida pelo facto de terem casado pouco tempo depois e ficado a viver perto da igreja e da minha casa.

Depois, quando ela ficou grávida, a partilha foi imensa. Eu vivi meses de uma inexprimível felicidade. Caramba, como aquele bebé foi desejado e amado!
E não é que me convidaram para madrinha?

Até hoje sinto essa vaidade. Eu era uma miúda, ainda estudava, não tinha nada para dar… só amor.
A cada dia o laço da nossa afeição era maior. E, enquanto cuidávamos do menino, ficávamos horas a conversar, por vezes com lágrimas e muitas a rir (nós riamos muito), à mistura com chá e torradas.

Mas, passados alguns anos, veio o tal afastamento que a vida nos impõe e... fomos estando por aí, preservando o bom sabor da amizade, com a sensação de que amanhã ou depois nos vamos ver outra vez, mesmo que passem não sei quantos anos.




A Viviana continua a ser especial para mim, porque há amizades que se tornam verdadeiros casos de irmãos.





E agora, estou com uma lágrima no canto do olho, vou terminar com palavras do Mestre da amizade:

“O meu mandamento é este, que vos ameis uns aos outros, assim como Eu vos amei. Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua própria vida em favor dos seus amigos. Vós sois meus amigos, se fazeis o que
Eu vos mando.” – João 15: 12-14

11 comentários:

Avozinha disse...

Gosto!

Maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria disse...

Tu e o Henrique estão no meu coração. Isto foi também para vocês.

Viviana disse...

Querida mimi

Mas que surpresa!

Nunca vou ver o fim...leio tudo de seguida. Estava a achar tão bonito o texto!
Mas...quando vi o meu nome e um pouco mais abaixo a minha foto, é que me apercebi que eu entrava na história...
Fui á sala chamar o Jorge e o Zé para "descobrirem" a história comigo.

Fiquei sem palavras...

Muito feliz, claro.

Obrigado, querida amiga, obrigado de coração.

Sabe bem quanto lhe queremos!

Beijos e abraços de nós todos

viviana

Anónimo disse...

Mimi que lindo texto. Semana passada recebi um e-mail de uma amiga que há muito não falava. Ela disse-me o quanto fui especial a ela durante nossa adolescência. Isso faz-se 33 anose fiquei muito emocionada. Ela, na época, ainda não havia se convertido. E na no dia do seu batismo, que foi na mesma igreja que eu congregava ela me emocionou também com suas palavras. Mas, o mais importante pra mim também foi a mensagem recebida dela nesta semana. Quando nos relacionamos com as pessoas e ficamos tanto tempo sem vê-las e quando recebemos depois de tanto tempo sem se verem, e ainda recebemos alguma mensagem que nos tocam ao coração, então vemos que os laços que nos envolvem são e eram tão fortes. É bom parar para pensar e agradecer a Deus esse sentimento que temos.
Também tenho uma outra pessoa muito especial pra mim, que no momento de incertezas ela tem sempre palavras suaves. Estou falando de voce Mimi. Voce é muito especial pra mim. Voce sabe do que estou falando. Quero dizer que Deus já me deu muitas coisas, mas entre todas eu a tenho aqui dentro do meu coração.
com amor
Marisa

Maria disse...

Querida Marisa, obrigada pela tua amizade. Esta mensagem era para todos os amigos, embora de uma forma especial para a Viviana pelos motivos que citei.

Agradece a Deus essa tua amiga e que ela possa ser inspiradora da tua alegria.

Beijos, gosto muito de ti.

Maria disse...

Viviana, tudo merecido, singelo e verdadeiro.

Vocês estão na minha vida, os motivos são positivos.

Beijos.

Débora disse...

Para a melhor amiga de todas desejo-te um dia muito feliz e um ano ainda melhor.
Gosto muito de ti.
Muitos parabéns.

Baladas Mp3 disse...


Meu doce amiga, seu blog é muito bonito e interessante. Quando você quer se refugiar em algumas agradável baladas de ontem, hoje e sempre em todas as línguas e gêneros, eu convido a vocé a visitar meu blog e também ser capaz de me ouvir. Este sábado 30 de Julho, vamos compartilhar dez baladas em Português. Cinco canções românticas do Brasil e cinco do Portugal. Nos textos, reflexões pessoais e algumas notícias.Eu sou um Locutor. Desde a cidade do Rosario-Argentina. Atenciosamente.
Beto. Sempre, em;
http://baladasmp3.blogspot.com

Maria disse...

Obrigada Beto, pela visita e as suas palavras.
Sim, de vez em quando irei ao seu blog. Para já, fui espreitar e descobri por lá a minha querida Sara Tavares, a Lúcia Moniz e outros intérpretes de que gosto.
Até...

Pedro Leal disse...

Olá Mimi

Que privilégio fazer parte desta bela história de amizade. Os meus pais escolheram bem.